Monthly Archives: Outubro 2010

Franjinha!!

Padrão

Chove a potes!!

Olho para a janela e tenho dificuldade em perceber o que gosto menos: a chuva, as trovoadas ou mesmo os relâmpagos?

O que vale no meio deste temporal e alerta amarelo, é que temos um fim-de-semana de 3 dias (3 dias!!!) mesmo à espreita. E haverá melhor pretexto para ficar de pijama a ver séries no sofá, que este clima metereológico?? Não me parece…

Para além do mais, tenho toda uma caixa da Oriflame cheiaa de coisas fixes para organizar, adoro, adoro, adoro!! É aquela sensação mensal de ter a caixa fechada à frente e borboletas no estomâgo para explorar tudo o que vem lá dentro e desbravar os próximos catalógos, é sem dúvida das minhas entretengas de eleição!!!

E agora mudando de assunto, e tal como ontem tinha anunciado….. cortei o cabelo.. e.. e… tenho uma leve franjinha, coisa mai linda que voltei aos meus 10 anos!! Faz bem mudar de visual de tempos a tempos, e este cabelo estava mesmo a precisar! Gosto de ver, sinto-me bem, é o que interesse!!

Mas nada de Beatriz Costa…. que isso são outros tempos em que a minha mãe se encarregava da manutenção…

Bom fim-de-semana!! Aproveitem bem! E bom halloween!!

Tosquia Day!

Padrão

Visivelmente mais bem disposta (não há nada melhor que dormir em modo calhau!), hoje é dia de ir cortar a trunfa!!!

Depois de alguns tempos de maus-tratos capilares (anos!!) e o persistente vício de mexer nas pontas dos cabelos (alguém sabe como o fazer parar?!), hoje vou tentar por o meu cabelo com um aspecto mais apresentável.

Quero dar um valente corte e…. e… não vou desvendar por agora 🙂

A verdade é que por vezes, e apesar de adorar tudo o q seja relacionado, sou uma desleixada.

Quando acordo sinto-me qualquer coisa deste género… hehehe

Mas precisas mesmo disto?

Padrão

Penso que esteja cientificamente provado que as mulheres têm flutuações no seu comportamento… ataques derivados de serem… ahm.. mulheres! 🙂

Eu estou a sofrer de uma crise profundissíma de achar que necessito de tudo, estou em falta… a minha carência de botas, malas, vernizes e afins é esgotante! (lol)

Esta semana tenho as unhas cor de cappuccino (riské) e apesar de ter uma gaveta cheia de vernizes, considero essencial adquirir muitos mais!!! É essencial para o meu bem estar psicológico! É isso e a necessidade de encontrar umas botas que goste, sem parecer que vim da equitação ou que tenho um gato a viver nas minhas pernas…

É claro que depois me bate aquela coisa chamada… ahm… consciência, ou talvez apenas bom-senso, e reparo que realmente já tenho umas coisitas, e que são apenas futilidades…. e prometo que passarei a ser muito mais consumerista….

Mas regra geral é sol de pouca dura… até porque fiz hoje a encomenda da Oriflame!! Cremes, cremes!!! Vem aí o meu cachecol fofinho…

Acho que o ideal será manter o pensamento q.b., de vez em quando sim, regra geral não! Um miminho de vez em quando é suportável!!

Enfim.. gajas….

Ps – Adoreiiiiiiiii o livro dos Merry Cupcakes, lindo lindo lindo, por momentos desejei ser mestre em bolos!

Semana com 5 dias! Ah e Cupcakes!

Padrão

É sexta-feira, que bom!! Definitivamente o melhor dia da semana!!

Não sei quem inventou as semanas com 5 dias úteis, mas digo desde já que sou absolutamente contra!! Sabe tão bem quando temos feriados pelo meio, ou melhor ainda, no príncipio ou final da semana.

Se eu mandasse as coisas seriam diferentes, às quartas-feiras não se trabalhava e instituía a hora da sesta!! É um martírio trabalhar depois do almoço!

Mas eu não mando rigorosamente nada, por isso vou-me deixar de lamentações tipicamente tugas, e vou aproveitar o fim-de-semana e o facto de agora não necessitar de trabalhar ao sábado e domingo (talvez seja por isso que agora dou tanto valor a estes dias).

Quero aproveitar para dormir, ficar no sofá com a sensação mantinha e o meu home a meu lado. Espero que seja bem calminho!!

E mudando radicalmente de assunto…

Soube pela minha caríssima amiga, que este domingo com o Diário de Notícias sai um livro de receitas: Merry Cupcakes. Custa 9.99€.

Ensina a fazer queques lindos!!! Ah e saborosos também 😛

Bom fim-de-semana para todos!!

Tenho uma ilha só para mim!

Padrão

É oficial, tenho uma ilha só para mim!

Não, não me saio o euromilhões, nem tenho uma ilha paradisiaca à minha espera… apenas fiquei sozinha numa ilha de 6 pessoas aqui no escritório.

É positivo a nível de espaço, posso colonizar, no entanto.. é muito deprimente!! Não tenho nínguem à minha beira…

A. Maria, é favor manter-me actualizada diariamente!!

É assim que me sinto… 

RRRRRRRR

Padrão

Fixe fixe era o pessoal do condomínio, permitir que o ar condicionado do escritório estivesse para o quente… visto estarmos em OUTUBRO… e eu tenho os pés gelados!!!

Cheira-me a constipação colectiva antes de tempo….

Estou a ponderar seriamente amanhã vir de mantinha!!

Comer Orar Amar

Padrão

Quando decidi reactivar o meu blog, enumerei logo uma série de tópicos que tinha de mencionar, embora não estivessem já no seu auge da actualidade. E um deles refere-se ao livro/filme Comer Orar Amar de Elisabeth Gilbert.

Li o livro cheia de entusiasmo, alías em várias partes da história identifiquei-me bastante com a Liz (eu e mais meio milhão de mulheres). Uma vida repleta de amores e desamores que procura o seu equilibrio numa tentativa de apenas ser feliz.

Adorei especialmente a parte de Itália, porque também eu adoro comer (terei que voltar a debater sobre este tema)

E tanto na Índia como na Indonésia, a história prosseguiu e eu fiz deste livro um dos meus preferidos. Achei que a história tinha ainda mais força por ser real.

Deliciei-me com o livro e escusado será dizer que me enchi de expectativas para o filme, curiosa com aquilo que a Julia Roberts me mostraria ainda mais da sua personagem.

Tudo isto para dizer que depois de alguma insistência e muita compaixão do meu Home lá fui radiante ver o filme…. e … e… foi a desilução total!!!!

Eu entendo que é bastante complicado compilar toda a informação de um livro de forma coerente para transmitir a história num filme, mas o resultado tinha de ser aquele??

Eu até desculpo os saltos temporais, agora deturpar metade da história parece-me inadmissível, porque fez o filme perder toda a sua essência.

Sendo a irmã uma pessoa fundamental para a Liz não aparece na história?? E o Gurugita não é dedicado ao sobrinho porque?? Ah porque a família dela não entra na história…

Na altura fiquei raivosa, agora estou apenas triste, no entanto dou preferência aos cenários que imaginei aquando a leitura do livro.

No meio disto tudo, adorei a Liz (estou agora a ler a continuação da história) e a banda sonora do filme: Grande Eddie Vedder!!