Monthly Archives: Outubro 2011

Trash the Dress

Padrão

Este domingo, aproveitando o solinho, realizámos a nossa sessão do Trash the Dress.

Mas afinal de contas que é essa coisa de nome estranho? É uma sessão fotografíca, após o casamento, que devidamente vestidos como no casamento, os noivos escolhem um local para as últimas fotografias do albúm. E assim foi!

Escolhemos o Castelo de Palmela, o tempo esteve optímo e vesti uma última vez o meu vestido que tanto gosto. Foi muitoo giro, o nosso fotográfo é de partir o cocô a rir. A pior parte foi mesmo subir até ao cimo do castelo com o vestido.. escadas de pedra, chão irregular, muita gente a olhar.. e nós lá, como senão fosse nada connosco.

Acredito que haja fotos excelentes, com uma vista linda e nós num castelo, como nos contos de fada!! hehe

E pronto, agora o vestido pode ir para a lavandaria, e tantoooo que precisa… a cauda…. aonde já foi o branco!!!

Deixo mais uma foto de nós… o meu vestido!!! Agora que já passou o casamento parece que ainda gosto mais do vestido!

Nós ....

O dia do meu casamento

Padrão

Estou-me a preparar para escrever, provavelmente, o maior post do Couves. Contar como se passou o meu dia de casamento. O mais normal é que isto saia em tamanho testamento, mas é difícil resumir um dia tão especial. Quando tiverem quase a cair para o lado não precisam de continuar a ler… hehe.

Pois bem, vamos então começar pelo… príncipio que foi mais ou menos por volta das 6h da manhã, que foi quando comecei a rebolar na cama, mais que o nervosismo era a ansiedade, o medo que não corresse tudo bem, que alguma carga de água caísse…. Desisti pouco depois e fui-me por a encher balões e a coloca-los na varanda e a preparar laços para os gatos e alguns que faltavam ainda para os carros.

Já sabem, para quem tiver insónias, não há nada melhor para fazer às 6h da manhã do que encher balões!!!! 🙂

Durante a manhã, na casa dos meus pais o tempo correu normalmente, no resto do dia voou. Às 8h da manhã já lá tinha a cabeleireira/maquilhadora e foi o processo de me transformar… Coisa que durou até às 10.30 sensivelmente (e o que vale é que não fiz nada de especial… fora se fizesse!). Depois foram fotografias, começar a receber os convidados, muitos beijinhos, muitos abraços, mais nervosismo, primeira choradeira, mais beijinhos, mais fotografias.

O meu gatinho fez questão de estar presente em montes de fotos, achou porque achou que tinha de estar na cama comigo a tirar as fotos, o pequito (o outro gatinho) passou-se e decidiu esconder-se debaixo do meu vestido… foi um susto!!!  Ai o tule…

O casamento estava marcado para as 12.30, mas a coisa atrasou-se, por essa hora estava a sair de casa. Ao sair de casa tinha uma bola gigante no estômago, toda eu era um concentrado de nervos com nervos e nervos. Fui no carro do meu padrinho, com ele e o meu pai, atrás ia também a minha menina das alianças. Fomos a apitar… todos em carros em fila… cheios de laços e tule, e fitas, só de estar a escrever e a reviver fico arrepiada!

Saliento que no percurso até à quinta, fui a brincar com dinossauros com a minha menina, foi lindo!!! Sempre deu para não me desmanchar com o choro.

Chegada à quinta, 13.00, nervos, nervos, nervos, e não me deixaram sair do carro. Toda a gente a dirigir-se ao sítio onde se realizaria a cerimónia civil e eu proibida de sair do carro até estar tudo a postos…. Neste momento convém esclarecer que o São Pedro é o maior, e eu estava totalmente a destilar dentro do carro, e o vestido não estava a ajudar!!

Passados 10 minutos a coisa deu-se, saí do carro, as minhas damas de honor, os meninos das petalas, a menina das alianças, eu e o meu pai, tudo a postos! Começa a música… rola a bola! E foi sentir toda a gente a olhar para mim, estar no centro das atenções, ver tanto gente reunida e que eu gosto tanto!!! Ele, lá à minha espera… nervosooooo.

O nosso casamento foi apenas com cerimónia civil, era o que fazia sentido para nós, mas o espaço estava lindo, ao ar livre, o verde, o solinho bom. Deixo-vos uma foto:

O nosso Casamento

Não tenho real noção de quanto tempo durou a cerimónia, para mim 5 segundos, segundo os meus pais 10 minutos. Dizemos o sim aceito, ouvimos os nossos direitos, demos um valente beijinho e trocamos as alianças! (sim, o meu Home preferiu dar primeiro a bjufa e só depois se mete o anel então!)

Depois fomos literalmente emergidos em chuva de arroz e petálas. Tinha preparado uns pequenos cones com arroz tingido e petálas, que foram distribuidos pelos convidados… preparei 5 kilos de arroz… aonde é que tinha a cabeça…. Só posso dizer que depois à noite, ao despir, eu tinha arroz dentro da lingirie superior… Ele tinha arroz dentro dos sapatos.. Foi lindo!!

Seguiram-se os beijinhos, os abraços, os desejos de felicidades, o chorooo.

Fotografias connosco, muitasss fotografias!! Com todos os convidados, indivualmente, com grupos, mais fotografias. Enquanto se realizava as fotografias também tinha aberto a recepção… Depois fugimos… fomos tirar fotos só os dois!

Voltámos passado 1 hora para a entrada no copo de água, escolhemos a música dos Queen – “I was born to Love you”, o que tornou tudo ainda mais especial. Entrámos, a maior parte das pessoas puseram-se de pé e aplaudiram. Conclusão: arrepios espinha a cima, choro, mais emoção. Refiro que neste ponto também a minha mãe era uma madalena arrependida.

Começou-se a servir o almoço entre beijinhos e batidas de pratos e momentos cómicos, tinhámos escolhido:

  • Creme de legumes
  • Arroz de Tamboril
  • Tira Sobres
  • Perna de Porco com Laranja
  • Crepe com gelado e topé de frutos silvestres

De realçar o arroz e a sobremesa, estavammm óptimos!!!! Depois da refeição seguiu-se a “visita” às mesas, com a entrega das lembranças e os dois dedos de conversa obrigatórios, adorei ver a família praticamente toda junta. A meio da tarde, abrimos o baile… ao som dos Muse…. não queriamos nada lamechas, mas acabou por não correr exactamente como previamos, estava tudo com vergonha de vir abanar o capacete!! Mas isto explicarei melhor noutro post!

Dançou-se mais, depois entrou-se no pimba, tinhamos o baile cheio, fez-se o belo do comboio, abriu-se o buffet, comeu-se mais (leia-se comeram, eu não cheguei a entrar no buffet), dançou-se e dançou-se. Ah nesta altura eu já estava descalça… de qualquer maneira não se via, o vestido tapava o pé! 😀

Lancei o meu bouquet, foi lindooo, que mergulho, que aterragem, mas ficou em boa casa, para o ano acho que tenho pelo menos um casamento garantido!

Passava das 22h quando nos dirigimos à piscina para fazer o corte do bolo. Foi a única coisa que correu menos bem, pois no momento do corte do bolo era suposto termos repuxos de fogo a sair da piscina.. e não tivemos… falhas de comunicação e blá blá blá. Também não era nada de muito especial, paciência.

Cortámos o bolo, era lindo e tãoo saborosoo: amêndoa! Brindámos ao som do Rod Stewart, conversámos mais, e pronto… estava a terminar. Aos poucos os convidados começaram a ir embora e nós a começar a respirar melhor.

Passámos a noite num Hotel no Parque das Nações, lindoo. O caminho para  o Hotel em si também foi engraçado porque tinhamos o carro cheio de balões e corações, e disseres com batons do género: “vamos ao amor”… o que só provocou foi buzinadelas!!

Fomos de lua-de-mel, Madeira e depois Açores. E pronto, regressámos a semana passada. E a vida voltou ao normal, à nossa casinha.

Tenho mais coisas para partilhar, fotos do bolo, do bouquet, dos meus sapatos. Mas por agora deixo um pouco do meu vestido, do meu laçooooooo:

O meu Laço

Voltei!

Padrão

Cheguei ao continente, voltei às nossas terras, casada, com novo apelido, feliz, saudosa da família, acima de tudo realizada.

Tenho muito que partilhar mas antes tenho uma casa para organizar, e coisas para colocar em dia ( sem mencionar em mimos ao esposo… !!! ).

Volto já!

 

Faltam 5 dias

Padrão

Parece que foi ontem que estavámos a jantar na sala, e depois de muita conversa e discussão, num momento muito feliz tu fizeste a pergunta e eu respondi “Sim”.

Depois contámos os meses, faltam 9 meses, faltam 6, olha afinal já só faltam 2, depois as semanas, 4 semanas, 3 semanas… agora estamos assim: faltam 5 dias.

As formigas já se instalaram por completo no meu estômago, alías a família toda de formigas, e os seus amigos… porque isto no meu eu, vai um turbilhão de emoções, e nervos e pensamentos, e listar o que falta e enumerar as 30 mil coisas que podem correr mal e depois entrar em pânico e depois pensar que já estou a pensar de mais.

Ser gaja, ser complicada e ser noiva, é demasiado!!

Falta pouco, quero acreditar que vai correr tudo bem, que vou gozar ao máximo o dia e que depoís já esta, mais uma etapa concluída!!!

Não sei se voltarei a escrever no Couves nos próximos dias, demasiadas coisas a fazer, limpezas, últimos preparativos.. sessões de beleza!!!! Pelo que… até breve!